A fisioterapia pélvica atua sobre os músculos do períneo de forma preventiva ou tratando disfunções já instaladas. As áreas de atuação desta especialidade incluem uroginecologia, obstetrícia e sexologia.

Quando os músculos do assoalho pélvico apresentam alguma alteração, frequentemente surgem algumas disfunções uroginecológicas tais como prolapsos genitais (descida de órgãos pélvicos), disfunções urinárias e anorretais, dores pélvicas, além de disfunções sexuais, como dor na relação sexual, vaginismo, distúrbio da excitação feminina, disfunção da lubrificação e disfunção do orgasmo.

Já a atuação da fisioterapia na gestação se dá logo no início, proporcionando bem estar para a gestante, aliviando dores e desconfortos na coluna e nos ombros além de preparar o períneo não só para o parto, mas para sustentar o peso extra que será adquirido ao longo da gravidez. Saiba mais sobre fisioterapia obstétrica

Clique aqui para saiber mais...